O presidente da Academia Pernambucana de Ciências Contábeis (Apecicon), professor Francisco de Assis Galvão Barreto Pinho foi um dos homenageados com a comenda Maurício de Nassau, na noite de abertura do V Fórum Brasileiro de Contabilidade, realizada em 6 de junho, no Centro de Convenções de Olinda (PE).

Francisco Galvão recebeu a comenda das mãos do reitor da Uninassau, fundador e presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional e coordenador geral do congresso, José Janguiê Bezerra Diniz.

O V Fórum Brasileiro de Contabilidade ocorreu simultaneamente com os eventos: III Congresso Internacional de Administração; 10º Congresso Brasileiro de Comunicação Social; II Congresso Nacional de Pedagogia; II Feira Internacional de Intercâmbio e 1ª Feira de Empregabilidade.

Comenda é concedida a instituições e personalidades nacionais e estrangeiras que por suas qualidades tenham se distinguido no campo educacional, ou hajam prestado relevantes serviços em prol do ensino e da cultura brasileira.

Comenda Maurício de Nassau

A comenda Maurício de Nassau foi criada pelo Colegiado Superior da Faculdade Maurício de Nassau, através da Resolução nº 13 de 4 de maio de 2004, e é concedida a instituições e personalidades nacionais e estrangeiras que por suas qualidades tenham se distinguido no campo educacional, ou hajam prestado relevantes serviços em prol do ensino e da cultura brasileira.

A Comenda Maurício de Nassau é uma homenagem ao Conde João Maurício de Nassau, que no período de 1637 a 1644 governou a colônia holandesa no Brasil – a Nova Holanda – em nome da Companhia Holandesa das Índias Ocidentais.

Nassau escolheu como sua sede a cidade de Recife – que foi radicalmente embelezada em sua administração.

Segundo o historiador Leonardo Dantas Silva, qualquer homenagem que se preste a Maurício de Nassau é “muito pouco para a dimensão da memória daquele que se tornou lenda no imaginário do nosso povo, com a figura do seu boi voador.

Como criador da Cidade Maurícia e responsável pelo traçado urbanístico dos atuais bairros de Santo Antônio e São José, Maurício de Nassau construiu diques, pontes, palácios e jardins.